Dica de filme: A Família Bélier

quinta-feira, agosto 06, 2015


Sinopse: Paula (Louane Emera) é uma adolescente francesa que enfrenta todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais... Mas a sua família tem algo diferente: seu pai (François Damiens), sua mãe (Karin Viard) e o irmão são surdos e mudos. É Paula quem administra a fazenda familiar, e que traduz a língua de sinais nas conversas com os vizinhos e compradores da feira. Um dia ela descobre ter o talento para o canto, podendo integrar uma escola prestigiosa em Paris. Mas como abandonar os pais e os irmãos?
Estou pra resenhar esse filme há MUITO tempo! Assisti esse filme naquele cinema da minha cidade que sempre falo, que passa filmes mais alternativos como franceses, drama, etc. É um filme incrível, super recente (de 2014), que vocês não podem deixar de assistir. Sou suspeita pra falar porque amo o gênero drama e o cinema francês, como vocês sabem. Então... hahaha.


Como dito na sinopse, por ser a única capaz de escutar, Paula divide seu tempo entre estudar e trabalhar ajudando seus pais nas negociações comerciais da fazenda familiar, se encarregando de traduzir a linguagem de sinais para os amigos e vizinhos também. Acontece que, através de um prof. de canto da escola, Paula descobre que tem um dom extraordinário para o canto. E, juntamente com isso descobre a paixão também.


Só que o talento vocal da filha ganha outro significado a partir do momento em que não pode ser apreciado pelos pais e a partir do momento que os pais vêem a possibilidade de Paula abandonar os cuidados a eles em troca da música. 
A música no caso de Paula também funciona como escapismo à vida de dependência familiar. A canção principal deste drama musical, "Je Vole", traz os temas do voo, da fuga e da passagem à fase adulta. Por isso esse filme se mostra mais complexo e intenso do que os filmes que retratam a música como talento, a vida familiar e as descobertas adolescentes.

O filme transita entre o drama e a comédia e apesar de ter música envolvida não cai naqueles musicais "pé no saco". O filme retrata com fidelidade a realidade das pessoas surdo-mudas, sem vitimização e com toques de humor. A família, apesar da deficiência, é apresentada como uma família comum, igual a todas as outras, com a vantagem de serem muito unidos e amorosos entre eles. Também retrata bem a vida na fazenda, sem clichês de atraso, monotonia e ruralidade. 
A atriz principal, Louane Emera, foi candidata do programa de calouros The Voice na França e tem uma voz linda e suave. Outro personagem que se destaca é seu professor de canto, que a faz enxergar seu talento e lutar pelo seu sonho. Ele aposta no talento de Paula e se oferece para treiná-la, visando concorrer a uma bolsa de estudos na Radio France, em Paris. Dependentes da filha para muitas atividades rotineiras, os pais ficam temerosos com a possibilidade dela passar na seleção e se mudar para a capital francesa.


O filme é um misto de lágrimas e risos e é conduzida de maneira fluida, agradável, pouco apelativa. Se você se emociona facilmente com música como eu, prepare alguns lencinhos pois a trilha é linda, principalmente quando a Paula canta. Enfim, um filme revestido de emoção e alegria. No cinema , quando o filme terminou e eu fui ao banheiro todas as mulheres estavam enxugando os olhos inchados de chorar, haha.
A Família Bélier é um filme simples, sem muitos recursos ou rodeios, nem tampouco possui um elenco de renome. Não tem aquela fotografia exuberante, mas cativa pelo roteiro e pela trama. É justamente pela simplicidade que ele encanta. Despretensioso, é um filme para se refletir durante dias, semanas, o tempo que for preciso. Vale muito a pena assistir. Vocês não vão se arrepender!

E, pra quem quiser ver o trailer, é só dar o play aqui embaixo:



É isso, pessoas lindas. Espero muito que tenham gostado de indicação. Me contem nos comentários o que acharam e se já conheciam. Beijos!

A nota para esse filme é: 5 baldes de pipoca

Você também poderá gostar de

1 comentários

  1. Estou louca pra ver esse filme. Sou intérprete de Libras e tenho muitos amigos surdos, sempre gostam de filmes que falam sobre estas questões. Geralmente surdos são os diferentes(embora eu conheça famílias como esta também). Neste caso é a menina ouvinte que é diferente na família. Deve ser bem legal. Já tá na minha lista! Valeu a dica!

    ResponderExcluir

Subscribe