Wishlist literária: Culinária, Gastronomia e Nutrição

sexta-feira, julho 03, 2015

    
Como dizia um post que li esses dias no blog Alimentação Inteligente, "cozinhar é amor-próprio e segurança alimentar.". Cozinhar pra mim é uma terapia, um ato de amor consigo e com os outros. Confesso que gostaria de ter mais ânimo/tempo para ir para a cozinha, e é por isso mesmo que adoro livros de culinárias cheios de receitas maravilhosas, livros de nutrição e gastronomia, que dão uma inspiração e um gás para colocarmos a mão na massa. Hoje vim compartilhar com vocês alguns que estou desejando. Recentemente comprei o da Bela Gil, que esteve em um das minhas listas e em breve resenharei ele. Aqui vão os que estou planejando comprar futuramente...


1. Pitadas da Rita - Rita Lobo: o segundo livro de receitas e dicas de Rita Lobo, apresentadora de um programa no GNT e autora best-seller, que já vendeu mais de 100 mil exemplares de seus livros de culinária.  Rita Lobo nesse livro compartilha receitas e dicas que foram testadas, aprovadas e fotografadas no blog Pitadas, do site Panelinha, e no programa Pitadas da Rita na Rádio Eldorado. Deliciosas e práticas, essas Pitadas prometem trazer novo fôlego para a cozinha do dia a dia.

2. Panelinha- Rita Lobo: esse foi o livro que precedeu o Pitadas. Panelinha é o site que Rita Lobo criou no ano de 2000 para ensinar a preparar pratos saudáveis, revelando truques e manhas, de modo que qualquer pessoa consiga fazer. Para o livro, foram reunidas sugestões para variadas situações e ocasiões do cotidiano: jantares práticos, saladas elaboradas, massas rápidas, grãos para o dia a dia, comida de criança, pratos variados com peixes, aves e carnes, sobremesas saudáveis, bolos fofíssimos, pães integrais, tudo para facilitar a vida das pessoas que acreditam na boa alimentação como a base da vida.

3. Em Defesa da Comida - Michael Pollan: neste manifesto a favor de uma alimentação de verdade, Michael Pollan nos prova que, em vez de alimentos, somos levados a ingerir 'substâncias comestíveis parecidas com comida'. O autor denuncia as razões para nossa alimentação se basear em produtos processados colocados à disposição de acordo com as prioridades da agroindústria e da indústria alimentícia, e conforme os dogmas da ciência da nutrição. Pollan investiga também os motivos de a maior parte dos alimentos da dieta ocidental ser comercializada com destaque de seus benefícios à saúde. Hoje os comestíveis anunciam 'vitaminas', 'baixo teor de gordura' ou 'enriquecimento' com ômega-3, ferro, magnésio, soja - e uma série de elementos pretensamente saudáveis, que variam conforme campanhas de marketing fundamentadas em diretrizes econômicas e/ou governamentais. 'Em defesa da comida' ressalta que esse deve ser o primeiro sinal de alerta. Afinal, quatro das dez principais causas de morte na atualidade são doenças crônicas ligadas à alimentação - distúrbios coronarianos, diabetes, AVC e câncer.

4. O Grande Livro da Palmirinha: 1000 Receitas Deliciosas da Vovó Mais Querida do Brasil: quem não ama essa vovó que prepara receitas mais que maravilhosas? Lembro que quando criança acompanhava o seu programa à tarde, junto com a minha avó (que delícia!!) e quando descobri que esse livro tinha sido lançado fiquei enlouquecida. O livro traz o modo de preparo bem detalhado, indicação de rendimento dos pratos e as dicas da Palmirinha para variar o sabor, baratear a receita ou tornar o modo de fazer mais prático. Nos anexos, os leitores podem descobrir mais sobre temperos e ervas, consultar um glossário com os termos mais usados na cozinha, aprender algumas regrinhas de etiqueta e muito mais. 

5. Chá: Rituais e Benefícios - Christine Dattner: o batedor do Matcha japonês, a bombilha e a cuia do mate gaúcho, as chaleiras com memória chinesas, a caneca inglesa... esses objetos que servem o chá há muitos séculos serão desvendados nesta preciosa edição. Convida-se o leitor a descobrir os segredos dessa planta de mil virtudes, sua história, os mistérios que envolvem sua fabricação e degustação no mundo.

6. Slow Food - Carlo Petrini: conheci o Slow Food através da Bela Gil. Essa postura preconiza uma nova gastronomia. Ao gastrônomo cabe o papel que Carlos Petrini denomina 'coprodutor' - alguém conhecedor da agricultura e pecuária; das condições dos trabalhadores do campo; da procedência dos produto. Ser uma pessoa ativa na mudança do planeta - rejeitar alimentos provenientes de exploração humana, de meios de transporte poluidores em excesso, de empresas que arruínam culturas locais ao se instalarem nas comunidades. Tudo isso para que um mundo mais justo e sustentável se torne realidade.

7. Prato do Dia: Vegetariano - Tiça Magalhães: A chef Tiça Magalhães apresenta, neste novo volume da série Prato do dia, opções variadas do cardápio vegetariano que vão do almoço ao jantar, passando, é claro, por deliciosas sobremesas. As receitas de Prato do dia: Vegetariano, mesmo as mais complexas, são acessíveis a todos, que poderão ter em casa o prazer de uma refeição diversificada e nutritiva, sem a necessidade de consumir carne.

8. Viagem Ao Mundo Do Chá: Tao Te Cha: hoje símbolo de paz e tranquilidade, o chá - também conhecido como 'ouro líquido' - já foi motivo de guerra e de pirataria e também protagonista de momentos decisivos da história mundial. Muito além de uma simples bebida, sua história envolve mitologias, lendas, história e curiosidades. O chá é considerado mágico e curativo para muitas culturas. Leve como um gole de chá, neste livro a autora percorre a trajetória dessa especiaria na China, no Japão, na Inglaterra, entre outros países para os quais migrou e se consolidou como um saudável hábito. Tenha acesso a um universo ainda desconhecido para muitos sobre as receitas históricas, os rituais e o processo de origem dos mais variados tipos de chás.

9. A Pequena Cozinha em Paris: conheci a Rachel Khoo também pela TV a cabo (GNT ou Multishow, não lembro) e a também a sua história. Ela se mudou para um pequeno apartamento em Paris e mergulhou de cabeça na gastronomia mais chique do mundo. Depois de anos morando na cidade, Rachel se formou na prestigiosa escola de culinária Le Cordon Bleu e passou a dar seu toque especial a vários pratos renomados. A pequena cozinha em Paris traz essas versões especiais dos clássicos e vai muito além dos livros de culinária tradicionais. A jovem chef britânica complementa suas criações com curiosidades sobre cada prato e detalhes do dia a dia na capital francesa. Rachel celebra e desmistifica a culinária francesa, revelando como é fácil transportar para a nossa casa a beleza e o aconchego parisienses. Todas as mais de 100 receitas podem ser preparadas por qualquer um, mesmo numa cozinha apertada e com ingredientes encontrados no supermercado da esquina. 

10. A Cozinha Vegetariana de Astrid Pfeiffer: Receitas Veganas Práticas, Modernas e Nutritivas: esse livro traz 60 apetitosas receitas para tornar a sua mesa mais leve, saborosa e saudável. Preparados com ingredientes naturais e integrais, os pratos são rápidos e fáceis de fazer. Se você é vegetariano, tem algum amigo ou parente vegetariano, ou come carne mas quer melhorar a qualidade de sua alimentação, este livro é para você. Todos os pratos vêm com uma tabela de nutrientes fácil de consultar, nenhuma receita contém lactose, e 80% delas não contêm glúten.

11. Por uma Vida Mais Doce - Danielle Noce: já contei aqui no blog que conheci o trabalho da Danielle através do canal VH1, depois descobri que ela tinha um canal no Youtube. Ela foi ganhando cada vez mais reconhecimento e agora as melhores receitas do I Could Kill For Dessert, o maior site de confeitaria do Brasil, podem estar em suas mãos. São mais 170 deliciosas receitas, explicadas de maneira muito simples e acompanhadas de belíssimas fotos que ajudarão você a montar perfeitamente cada prato. E não se preocupe se você não conseguir entender algum passo do modo de fazer: o livro traz vários links que você poderá acessar e ver a Dani preparando a receita com muita graça e doçura.

12. Guia Prático da Autossuficiência - John Seymour: este livro mostra que a autossuficiência não significa o regresso a um passado místico, em que as pessoas, recorrendo a utensílios arcaicos, com muito esforço arrancavam do solo sua subsistência e queimavam os vizinhos incômodos, acusando-os de bruxaria. Autossuficiência não significa "voltar atrás", não significa aceitação de um nível de vida inferior desde que você não avalie o nível de vida pelo número de cilindros do seu carro, pelo número de ternos ou vestidos que você tem nos armários ou, ainda, pela área do seu apartamento.
A autossuficiência irá ensiná-lo a viver autenticamente, libertá-lo das tarefas superespecializadas dos escritórios e das fábricas; ela colocará você diante de inúmeros desafios que o farão chorar às vezes de alegria, outras, de tristeza. Além disso você sentirá que está revivendo, seu corpo se habituará de novo aos alimentos frescos e naturais, e seus músculos se desenvolverão.
São 253 páginas apresentando dicas práticas de produção agrícola, beneficiamento de produtos do sítio, trato com animais, energias naturais, artesanato etc. Explica como lidar com a colheita, respeitar a terra, manter-se saudável e não desperdiçar nada, embalar o feno, criar coelhos, fabricar tijolos, e muito mais. A versão original é de 1997.

13. Na Cozinha Com Nigella - Nigella Lawson: Nigella também é uma chef, escritora e apresentadora britânica, que tem seu programa exibido na TV a cabo. Seu livro conta com receitas rápidas, perfeitas para aqueles dias em que o tempo é escasso, e pratos preparados lentamente, ideais para os finais de semana e ocasiões especiais, e ainda doces e sobremesas irresistíveis que a tornarão uma verdadeira deusa na cozinha.
O livro responde alguns dilemas culinários cotidianos - como o que servir aos filhos para o jantar, como improvisar uma refeição para amigos em minutos ou o que fazer com aquelas bananas escurecidas, maçãs enrugadas e ameixas duras como pedras. E também mostra como uma receita pode ser transformada em outra, não desperdiçando as sobras. Nigella também define os utensílios e ingredientes imprescindíveis na cozinha (e os completamente desnecessários).

14. Economize com Jamie: Compre Bem, Cozinhe Melhor e Desperdice Menos: pra quem não conhece, Jamie Oliver é um chef inglês extramente famoso, com muitos livros publicados e engajado em causas sociais, preocupado com a difusão da boa alimentação pelo mundo. Neste livro ele mostra que cozinhar melhor é aproveitar bem os alimentos, usando as sobras para o preparo de 120 deliciosas opções de pratos. Uma equipe nutricional acompanha todo o trabalho para garantir que as receitas sejam equilibradas, contendo ingredientes de cada um dos grupos alimentares.
Ilustrado com belíssimas fotos, o livro ensina como comprar bem e desperdiçar menos. Na visão do chef inglês, comprar bem significa explorar supermercados, açougues, feiras, peixarias e mercadinhos do bairro: tudo vale a pena para encontrar um produto de excelente qualidade pelo melhor preço.
Jamie dedicou a parte inicial do livro para indicar os ingredientes básicos que o cozinheiro deve ter em casa, no freezer, na geladeira e na despensa. Ali estão listados onde e como guardar cada tipo de alimento da forma mais adequada.

15. 500 Sucos e Vitaminas - Christine Watson: para ter boa saúde e cabelos e pele bonitos é importante consumir uma grande variedade de frutas e vegetais todos os dias. Nosso corpo precisa de alimentos frescos e sucos e vitaminas são uma opção de se obter uma dose de nutrientes saudáveis. Um copo de suco ou vitamina pode representar até 4 ou 5 das porções diárias recomendadas de frutas ou vegetais. Entre as 500 receitas de sucos e vitaminas deliciosos, você vai encontrar também infusões aromáticas, sucos desintoxicantes para 'o dia seguinte', combinações para o café da manhã, vitaminas irresistíveis especiais para crianças, drinques para relaxar, sugestões de sobremesas, além de uma seleção incrível de cremosos milk-shakes. Por ser um livro de sucos, trata-se de algo bem denso, contando com 288 páginas.

É isso, pessoas lindas!! Já conheciam algum? Ficaram com vontade de ler também? Espero que tenham gostado. Beijos!

» imagem | cole's clean cousine

Você também poderá gostar de

3 comentários

  1. aaah, eu amo as receitas da Rita Lobo!! eu tenho o Panelinha, mas estou querendo comprar o Pitadas da Rita também.

    ResponderExcluir
  2. Só livros sensacionais hein...muito boas as dicas!!!

    Beijocas

    ResponderExcluir

Subscribe