Em busca de uma beleza justa: cosméticos orgânicos

segunda-feira, julho 13, 2015


Para quem não conhece, os cosméticos orgânicos são produzidos sem o uso de substâncias químicas e sintéticas. As matérias-primas orgânicas são naturais, cultivadas sem adubos ou fertilizantes químicos e agrotóxicos. São mais saudáveis porque são naturais, promovem o mínimo impacto ao ambiente, respeitando a vida.

Para garantir aos consumidores que o produto se enquadra como orgânico e segue as normas de certificações, ele precisa ter um selo em seus rótulos. No Brasil encontramos algumas certificadoras, como a IBD (maior certificadora de matérias-primas orgânicas da América Latina) e a ECOCERT Brasil (uma certificação brasileira com articulação internacional). Segundo o IBD e a Ecocert, os cosméticos orgânicos devem possuir no mínimo 95% de matérias-primas certificadas como orgânicas. Os 5% restantes podem ser compostos por água e por outras matérias-primas naturais.

A maioria dos cosméticos são compostos de moléculas artificiais.


O cosmético orgânico pode chegar a ser 100% natural e com 100% de ativos (substâncias que beneficiam/tratam). Enquanto produtos de higiene e beleza convencionais são cerca de 99% sintéticos, que não contribuem em nada para a nutrição da pele, até prejudicam a saúde e poluem o ambiente.



Mas, por que a maioria das empresas não usa mais ingredientes naturais/orgânicos? A extração de ativos naturais exige mais investimento, os ingredientes artificiais são mais baratos. Mas, tem uma segunda resposta: porque os consumidores não prestam atenção nesses detalhes. E isso nós podemos mudar.

Agora, 6 motivos para escolher cosméticos orgânicos:

1. Tem menor chance de irritar a pele e causar alergias:
Os cosméticos orgânicos tem maior compatibilidade com a pele, causando menos processos irritativos ou alérgicos. São mais receptivos em função das restrições que algumas pessoas têm com certas matérias-primas;

2. São mais saudáveis para o organismo:
Os cosméticos orgânicos não obstruem os poros da pele. Ajudam a melhorar a acne, tem propriedades regenerativas e cicatrizantes. Além disso, tem rico potencial das matérias-primas contidas na formulação, que podem ser rejuvenescedoras, hidratantes, bactericidas, etc.

3. Respeitam ao meio ambiente:
Em sua grande maioria, as matérias-primas dos cosméticos naturais são consideradas biodegradáveis e pouco poluentes. Todo o processo de produção dos produtos deve ser sustentável. Não poluem a água potável cada vez mais escassa, diretamente ligada à cadeia alimentar. Tratamento de esgoto ainda é raro no Brasil e mesmo onde existe, não consegue retirar a poluição sintética. 
Além disso, os fabricantes assumem o compromisso não fazer testes em animais e tampouco usar espécies de frutas ou flores em extinção.

4. Inclusão social na cadeia produtiva:
A produção dos produtos orgânicos utiliza os métodos do sistema orgânico de produção, ou seja, com controle desde a sua origem. Todo o processo de produção é sustentável, beneficiando todos os envolvidos através da inclusão social, do comércio e preço justo sem intermediários e das boas práticas ambientais.

5. O plantio da matéria prima reduz a erosão do solo:
Através das técnicas orgânicas tais como rotação de culturas, plantio consorciado, compostagem, etc, o solo se mantém fértil e permanece produtivo ano após ano.

Obs.: Mesmo nos produtos onde consta no rótulo: "natural" ou "orgânico", podem existir componentes químicos sintéticos!! Por isso, a leitura atenta da lista de seus componentes é muito importante. É importante ficarmos atentos, por exemplo:

1. À maquiagens 100% minerais que, a princípio, deveriam ser à base de minerais naturais, mas que em sua maioria utilizam minerais sintetizados em laboratório. 
2. À composição de alguns produtos de higiene e beleza, em que é possível encontrar ingredientes surpreendentes como cera de abelha sintética. 
3. Além de ler os rótulos, experimente, na medida do possível, se aproximar das empresas às quais dá a preferência do seu consumo. Quanto mais próxima de você for o local da fabricação, maior o incentivo para a Economia Nacional e especialmente à Economia Local e menor a Pegada Ecológica, ou seja, menor o impacto negativo causado pelo seu consumo.

Você também poderá gostar de

5 comentários

  1. Que legal, eu não conhecia. Tomara que seja que fique cada vez mais popular e com um preço acessível para que a gente tenha mais qualidade de vida e o ambiente dique bem.

    www.cerejasemneve.cpom

    ResponderExcluir
  2. Nossa, nunca tinha parado pra pensar nesse ponto! o quanto podemos intoxicar-nos atraves dos comesticos mal escolhidos! salvei para futura divulgação, mt boa sua indagação nsse post! um beijo

    www.eunomadiando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. meu deus, seu blog é muito, muito, muito amor! Estou apaixonadaaaaa! Já segui em tudo porque não quero perder um detalhezinho! Parabéns! <3 www.vendoalemdoespelho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecei esse tipo de cosméticos, e eles são realmente bons!
    http://feminicesecoisas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Subscribe