Sobre medicina ayurvedica

quinta-feira, maio 28, 2015


A medicina ayurvédica é considerada como a mais antiga ciência da saúde, originada na India há cerca de 5000 anos.
Frequentemente é lembrada como “mãe de toda a saúde”, já que a partir dela muitas outras formas de medicina emergiram. Foi ensinada por milhares de anos dentro de uma tradição oral de mestres para discípulos.
Infelizmente muito se perdeu por causa disso; o conhecimento atualmente disponível sobre Ayurveda em livros representa apenas uma pequena fração desta tradição de cura védica. O Ayurveda e outros sistemas médicos antigos têm sido preservados muito mais em núcleos familiares que, de regra, não compartilham abertamente seus segredos.
O Ayurveda ensina que o homem é um universo dentro de si mesmo, composto de corpo, mente e espírito, e que seu estado de saúde reflete a harmonia dinâmica entre estes três fatores. Representa a simples e prática ciência da vida; os princípios ayurvédicos são baseados na sabedoria eterna do povo, adquirida a partir de experiência e meditação. É um sistema aplicável universalmente a todos que buscam paz e harmonia interiores.

A palavra Ayurveda, em sânscrito, é formada por duas partes: ayus = vida; e veda = conhecimento, sabedoria. Ou seja, conhecimento da vida. Ela é uma medicina produzida por sábios e médicos ayurvedistas (vaidyas) da Índia antiga, que se desenvolveu através da experiência clínica, da observação do homem e da natureza, há mais de cinco mil anos. Parte do princípio da observação da natureza e suas propriedades, fazendo uso dela para o bem-estar do indivíduo. É um sistema que busca o equilíbrio da pessoa a partir das forças da natureza. Para tanto, faz orientações quanto à utilização de ervas, à prática de limpezas internas que podem tanto curar, mas, sobretudo, manter a saúde da pessoa. Porém o objetivo do Āyurveda não é apenas a cura ou a prevenção de uma doença, mas também o rejuvenescimento e a longevidade.

O conhecimento Ayurveda visa promover o equilíbrio, a vitalidade e longevidade ao ser humano através da harmonização de suas quatro dimensões: corpo físico (sharira), órgãos dos sentidos (indryias), mente (manas) e alma (atma), tendo como base a integração do homem à natureza e a utilização de métodos naturais como a alimentação, uso de ervas medicinais, óleos medicinais, medicamentos a base de metais, minerais e pedras preciosas (rasa shastra), massoterapia, oleação e sudação (purvakarma), hábitos diários e sazonais, terapias purificadoras (panchakarma), atividade física, meditação e yoga.

Para se compreender o conhecimento milenar Ayurveda bem como obter saúde e bem-estar através de seus tratamentos e terapias, é importante conhecermos seus princípios básicos:

1) A Teoria dos 5 Elementos da Natureza – PANCHA MAHA BHUTAS

Os seres humanos são um dos muitos organismos vivos presentes na Terra. Somos fisicamente compostos por exatamente os mesmos elementos que formam todas as outras entidades que vivas. Quando morremos, nosso corpo retorna à terra, água, fogo, ar e espaço. Uma pessoa que sustenta a combinação de elementos já presentes no corpo através da respiração e do consumo de alimentos e líquidos - tem esses elementos encontrados no mundo natural circundante.
A teoria dos "cinco elementos" explica a semelhança entre os seres humanos e o mundo natural ao seu redor. A compatibilidade dos elementos ou a semelhança entre a Terra e os seres humanos esclarece por que as substâncias encontradas na natureza (plantas, ervas, alimentos) são geralmente harmoniosa com o sistema humano. Eles podem ser facilmente absorvido e não causam reações adversas ou efeitos colaterais (se consumido em quantidades adequadas), porque eles são fundamentalmente da mesma natureza e composição. É por isso que os alimentos e ervas são capazes de curar o corpo humano. Os vegetais podem reparar e reestruturar os seres humanos porque eles compartilham uma base comum elementar.

2) O Conceito dos 3 humores corporais – DOSHAS: VATA, PITTA e KAPHA - descubra qual é o seu principal


Os seres humanos são um dos muitos organismos vivos presentes na Terra. Somos fisicamente compostos exatamente pelos mesmos elementos que formam todas as outras entidades que vivem na Terra. Quando morremos, nosso corpo retorna à terra, água, fogo, ar e espaço. Uma pessoa sustenta a combinação de elementos já presentes no corpo através da respiração do ar e consumo de alimentos e líquidos - tendo nos elementos encontrados no mundo natural circundante.
Todas as pessoas apresentam quantidades e combinações diferentes dos elementos da natureza no seu corpo. Isto as torna únicas. Porém, na Ayurveda,existem três formas básicas de classificar uma pessoa, dependendo do elemento predominante no seu corpo, o que chamamos de “dosha”. Embora cada um de nós tenha características de todos os elementos em graus diferentes, uma desses vai dominar e é o "dosha" principal. O dosha secundário é o presente em uma proporção inferior. Cada tipo de dosha ou combinação é reconhecido no Ayurveda, que enumera sete tipos de constituição física com base nas três básicos: 1) vata 2) pitta 3) kapha 4), pitta-vata 5) kapha vata-6), pitta-kapha 7) vata pitta-kapha.
Cada pessoa tem um dosha original com necessidades nutricionais. Conhecer o seu dosha fornecem-lhe um entendimento básico da sua natureza física e psicológica, e ajuda você a ajustar a dieta e o estilo de vida pessoal que mantém uma ótima saúde e paz de espírito. Estabelecer o seu dosha permite determinar dietas adequadas, exercícios e estilo de vida para manter o equilíbrio. Esta é a chave para a manutenção da saúde.

3) Objetivos: 

Existem dois objetivos complementares nesta ciência. O primeiro é manter a saúde daqueles que estão saudáveis. Isto implica em dieta específica, nutrição, higiene, hábitos de vida, exercícios e técnicas de respiração. Seguir essas orientações permite a uma pessoa saudável manter a sua saúde e aumentar sua longevidade. O outro objetivo é curar doenças de quem está doente. Este aspecto refere-se a várias doenças, suas causas, diagnóstico, remédios e terapias para curar e prevenir as recaídas da doença.
Embora esses dois objetivos estejam conectados e sejam bem abrangentes, o foco principal desta ciência é manter a saúde desde o início. Isso é feito diariamente, com atenção à dieta e estilo de vida, ajudando o corpo e a mente a estarem sempre limpos e estáveis. Desta forma, as doenças não podem se desenvolver.
Um paciente em tratamento com Ayurveda é considerado como uma combinação de corpo, mente, sentidos e alma. O médico ayurvédico tem como objetivo alcançar a saúde completa do paciente, não apenas para suprimir ou atenuar os sintomas físicos preocupantes. A abordagem é diagnosticar a causa raiz e eliminá-la, permitindo a cura verdadeira.
O Ayurveda promove um estado de saúde e vitalidade com total envolvimento do paciente, onde o mesmo, ao tomar conhecimento de seu potencial de cura e equilíbrio, passa a ser um fator determinante de sua própria felicidade e bem-estar. O Ayurveda é denominado “a mãe de todas as curas”, porque engloba todas as formas de cura incluindo dieta, ervas, trabalhos corporais, cirurgias, psicologia e Yoga. Aceita tudo, de cunho interno ou externo, que promova saúde, bem-estar e felicidade. Essa ciência explora as qualidades e efeitos, não somente dos alimentos, remédios e comportamentos, mas, também, das estações, do clima e dos astros (astrologia).

É uma racionalidade médica reconhecida pelo governo da Índia, porém existem ainda outros sistemas: Alopatia ou medicina ocidental, Unani (medicina dos muçulmanos que vem de Hipócrates), medicina dos Siddhas (medicina que é prevalente no sul da Índia da tradição dos Siddhas), Homeopatia (introduzida na Índia pelos ingleses), Naturopatia (medicina natural), e yogaterapia (utiliza as técnicas de yoga para tratar as patologias).
Atualmente existem cerca de 200 instituições que formaram 450 mil médicos registrados em Ayurveda na Índia do século XXI. Alem da graduação existem os cursos de pós-graduação, ou medical doctor em Ayurveda, onde o médico faz 3 anos de especialização dentro de uma faculdade registrada pelo governo da Índia. Após a especialização o profissional pode desenvolver uma tese de doutorado ou PHD que dura 2 anos. Uma formação completa em Ayurveda, na Índia moderna, com graduação, pós-graduação e doutorado leva em torno de 11 anos de estudos em uma faculdade.

Se ainda restou alguma dúvida, deixo um vídeo curtinho do Namu, em que o médico José Ruguê dá mais explicações.


Enfim, existem muitas coisas a dizer sobre essa temática não tem como me alongar mais. Mas espero voltar em breve com mais informações pra podermos aprender juntos e debater. Espero que tenham gostado do post. Abraços!!

Você também poderá gostar de

4 comentários

  1. Minha nossa, eu lendo tudo isso, só ficava pensando em todas as minhas teorias e filosofias de vida, fazia parte de uma cultura e nem sabia rsrsrs.
    Achei estupenda sua matéria, quanta informação boa, você esta doando vida aqui moça;

    ResponderExcluir
  2. Oi Stefanie, tudo bom? O que eu vou falar não é muito a ver com esse post, mas seguinte: seria legal se você fizesse um post com alguns livros que você leu e que te fizeram mudar um pouco a forma de pensar e tal. Eu tô numa vibe meio que querendo ser "intelectual", não me pergunte porque, mas tô me sentindo assim e quer dar continuidade a isso... Enfim, espero uma resposta :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Irianne! Sugestão anotada. Com certeza tentarei fazer esse post, mas se você quiser também pode dar uma olhada na categoria "Leitura", tem algumas indicações de livros bons que já li. Beijos e obrigada!!

      Excluir
  3. Olá Estefanie! Parabéns pela ótima postagem e pelo blog! Dê uma olhada no email que te enviei, é importante! Beijos!!

    ResponderExcluir

Subscribe