Motivos para destralhar

quinta-feira, maio 14, 2015


Hoje o ser humano finalmente começa a ser novamente associado ao seu verdadeiro Ser, mas durante muitos séculos ficou associado ao Ter, ao que conquistava materialmente. Isto criou um acúmulo grande de matéria desnecessária que traz desordem às dinâmicas energéticas da nossa vida. Se tivermos muitas coisas ilusórias e sem uso acumuladas, passamos a ter que dedicar muita energia a elas, desperdiçando tempo e ação espiritual. Na nova era a relação do ser humano com a matéria terá que se purificar. Hoje ordem e limpeza devem ser prioridades. Isso significa manter na sua vida somente aquilo que é necessário para o seu crescimento e de forma ordenada.

Ter muitas coisas, como disse, exige esforço desnecessário. Esforço para cuidar delas, para limpá-las, para organizá-las, para gerenciá-las, para atualizá-las, para construir ou comprar cômodos para armazená-las, para jogá-las fora e colocar novas no lugar. Assim, aponto algumas vantagens de se ter poucas coisas:
  • organização: menos coisas são mais fáceis de serem organizadas.
  • limpeza: mais fácil limpar um ambiente com menos coisas. 
  • espaço: você precisa de menos espaço para guardar coisas; com menos espaço você aprende a escolher o que entra e o que sai de sua vida.
  • agilidade: maior facilidade de deslocamento. Numa mudança ou numa viagem tudo fica mais fácil.
  • prioridade: você aprende a escolher aquelas coisas que são realmente importantes; isso é físico, mas acaba se transferindo para áreas emocionais e mentais da sua vida
  • economia: você precisa de menos dinheiro para manter e comprar coisas novas e, portanto, precisa vender menos de seu tempo (em troca de dinheiro) para adquiri-las; talvez você precise trabalhar apenas duas horas por dia em vez de oito; talvez você possa trabalhar 15 horas por dia em algo que não pague tão bem (em dinheiro), mas que seja mais significativo para você.
  • qualidade: em vez de ter 10 camisas você pode ter duas de excelente qualidade, de uma marca realmente boa; economizando em móveis, talvez você possa adquirir um computador cuja configuração dure mais que apenas dois anos ou um celular que possa servi-lo por mais tempo
  • tempo: gastando menos tempo em organização, limpeza e gerenciamento de coisas e na aquisição de coisas, sobra mais tempo para aquilo que você considera realmente importante, seja lá o que for (evolução espiritual, dedicação à família). 

Tempo é o único bem realmente importante que você tem. Dar uma finalidade significativa a esse bem exige esforço e autoconhecimento. Tenho a impressão que preenchemos esses dois itens com a quantidade enorme de coisas que possuímos. Talvez por medo, talvez por ignorância, talvez por não saber direito para onde queremos ir.
Reveja o que não está mais em uso e coloque esta energia para circular. Limpe e sempre mantenha em ordem a matéria ao seu redor! Lembre-se que o que esta fora é um reflexo do que está dentro.

» imagem | sincerely, kinsey

Você também poderá gostar de

3 comentários

  1. De vez em quando tempos que fazer uma limpeza mesmo rsrsrs....blog lindo parabéns!!

    http://cheirodapreta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que texto maravilhoso, eu particularmente tenho que confessar o meu maior acumulo de coisas, que são minhas roupas, por vezes não tenho onde guardá-las, minha casa é super pequena e tenho poucas coisas para poder deixá-la sempre bem organizada, mas peco nas roupas, eu não costumo comprar em lojas comuns, compro quase tudo em brexós, e acabo trazendo muitas coisas para casa, já que pago pouco por elas. Eu já pensei em fazer um bazar, mas daí vem o outro problema, eu sou muito apegada a todas elas, imagino guardando tudo dentro de um baú para minhas netas, coisa que ninguém nunca fez para mim, e eu sonhava. É bem complicado T.T
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
  3. Destralhar é a melhor coisa, não gosto do pensamento de ter algo no meu quarto que não usei, e sei que não vou usar. Desapegar é a melhor coisa e seja para jogar fora, no caso de tralhas mesmo ou doar no caso de algo que pode ser utilizado por alguém que necessite mais!
    Beijão :*

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Subscribe