Wishlist literária

terça-feira, abril 14, 2015


Vocês sabem que eu sempre quero livros, mas dessa vez confesso que a lista está exagerada, hahahaha. E que o processo é cumulativo com as outras wishlists literárias que já postei aqui. Então, imaginem. Imagem mais ainda se eu comprasse todos os livros que tenho vontade. Estaria falida e sem lugar pra dormir, já que os livros tomariam conta da casa (na verdade, já tomam).
Enfim, gosto de fazer esse tipo de post para me organizar e também pra compartilhar aqui com vocês o que ando desejando. E pra fazer uma catarse e não sair por aí fazendo loucuras e comprando tudo o que vejo pela frente.


1) Flores - os mais belos arranjos para a casa, festas e casamentos, Mark Welford e Stephen Wicks: os floricultores britânicos apresentam neste livro belas composições e arranjos criativos e fáceis de fazer para enfeitar a casa, decorar festas e casamentos e até mesmo deixar um pacote de presente mais bonito. Há dicas de como contrastar formas, texturas e cores, e como escolher o vaso adequado, instruções passo a passo para arranjos do dia a dia e técnicas sobre como manter o frescor, o perfume e a beleza das flores pelo maior tempo possível.

2) Cartas extraordinárias, Shaun Usher: do comovente bilhete suicida de VirginiaWoolf à receita que a rainha Elizabeth II enviou ao presidente americano Eisenhower; do pedido especial que Fidel Castro, aos catorze anos, faz a Franklin D. Roosevelt, à carta em que Gandhi suplica a Hitler que tenha calma; e da bela carta em que Iggy Pop dá conselhos a uma fã atormentada ao genial pedido de emprego de Leonardo da Vinci — Cartas extraordinárias é uma celebração do poder da correspondência escrita, que captura o humor, a seriedade e o brilhantismo que fazem parte da vida de todos nós. Esta coletânea de mais de 125 cartas oferece um olhar inédito sobre os eventos e as pessoas notáveis da nossa história. Ricamente ilustrado com fotografias e documentos. Não apenas um deleite literário, mas também um livro- -presente inesquecível.

3) Ayurveda - saúde e longevidade na tradição milenar da Índia, Dr. Danilo Maciel Carneiro: o autor, uma das maiores autoridades em Ayurveda no Brasil e um dos maiores estudiosos da Fitoterapia em nosso país nos ensina, de maneira simples, dicas preciosas de como usar as ervas brasileiras no dia a dia para aperfeiçoar nossa saúde. E, todo o conhecimento adquirido pelo autor na convivência com os melhores médicos indianos (vaidyas) que estiveram em nosso país, contido neste livro, poderá mudar a sua visão sobre a sabedoria milenar do Ayurveda - o sistema de promoção de saúde mais antigo do mundo.

4) Terapia integrativa - Ioga, naturopatia, psicologia e ayurveda, Ilan Segre:  numa época em que a saúde se tornou uma das maiores preocupações do ser humano, são poucos os que conseguem levar uma vida plena. De um lado, o ritmo de vida frenético facilita o aparecimento de distúrbios como a depressão e insônia. De outro, a alimentação desregrada envia para dentro do organismo conservantes, hormônios e pesticidas. Então nos tratamos com remédios, o que acaba intoxicando o corpo e tornando-o cada vez mais frágil. Como sair desse círculo vicioso? Ilan Segre mostra neste livro que a saúde está ao alcance de todos. Usando um discurso crítico e partindo de sua longa experiência com ioga, ayurveda e naturopatia, o autor alinha essas três ciências à sua formação de psicólogo e propõe um novo caminho para aqueles que almejam o bem-estar físico e mental. Além disso, analisa casos de pacientes que atendeu na Índia utilizando sua abordagem integrada e mostra que a terapia integrativa é capaz de curar moléstias e aliviar sintomas de doenças graves como esclerose múltipla.

5) Paraíso, Tatiana Salem Levy: Ana vivia fugindo da memória, certa de que a felicidade exige o esquecimento. Evitava os riscos, as situações que pudessem reabrir alguma ferida. Até o instante em que se viu diante de uma situação inesperada e percebeu que não haveria saída. O passado ressurgia, intacto. A maldição lançada por uma escrava na fazenda de café da sua família, no século XIX, voltava a atormentá-la. Ela decide se isolar na casa de campo de uma amiga para escrever e, quem sabe, decifrar as origens daquela profecia que atemorizava as mulheres da família há cinco gerações. Escrevendo, talvez pudesse quebrar o efeito das palavras da sacerdotisa africana. Ou não haveria destino algum a ser vencido, e a tragédia que se anunciava seria apenas um fantasma da sua imaginação?

6) Monoculturas da mente, Vandana Shiva: de forma lúcida e acessível, a autora examina as ameaças correntes à biodiversidade do planeta e às conseqüências ambientais e humanas de sua erosão e substituição pela produção monocultural. Ela mostra como a nova Convenção sobre a Biodiversidade foi gravemente solapada por uma mistura de diluição diplomática durante o processo de negociação e de interesses Bi-tech do Norte que estão ganhando dinheiro com as novas biotecnologias. Explica o que essas tecnologias envolvem e dá exemplos de seu impacto na prática. Questiona suas reivindicações no sentido de melhorar as espécies naturais para o bem de todos e sublinha os problemas mais éticos e ambientais implicados.

7) Libertação animal, Peter Singer: desde a primeira edição, em 1975, esta obra inovadora vem conscientizando milhões de pessoas sobre o “especismo” – nosso sistemático descaso em relação aos interesses dos animais não humanos – e inspirado, em todo o mundo, movimentos pela mudança de nossas atitudes em relação aos animais e pelo fim da crueldade que lhes infligimos.Em Libertação animal, Peter Singer expõe a terrível realidade da indústria pecuária e dos testes de novos produtos – destruindo as falsas justificativas que embasam essas práticas e propondo alternativas para algo que, além de uma questão moral, assumiu contornos de um sério problema social e ambiental. Este livro, um importante e persuasivo apelo à consciência, à justiça e à decência, é leitura obrigatória não só para aqueles que reconhecem os direitos dos animais, mas também para os que ainda ignoram essa realidade.

8) Ganesha - O removedor de obstáculos, James H. Bae: na Índia, estátuas de 'Ganesha' são colocadas nos portões internos de muitos templos, simbolizando seu papel como protetor dos espaços sagrados. Ali, peregrinos e passantes prestam homenagem e buscam suas bênçãos.Ganesha – O Removedor de Obstáculos oferece interpretações práticas e cheias de significados das narrativas folclóricas e textos sagrados sobre o exuberante deus com cabeça de elefante, filho de Parvati e do Senhor Shiva. O livro é totalmente colorido e ilustrado.

9) Mulheres que correm com os lobos, Clarissa Pinkola Estes: através da interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de barba-azul, patinho feio, sapatinhos vermelhos e la llorona, a autora procura identificar o arquétipo da mulher selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. e propõe o resgate dese passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.

10) Fim, Fernanda Torres: o livro focaliza a história de um grupo de cinco amigos cariocas. Eles rememoram as passagens marcantes de suas vidas - festas, casamentos, separações, manias, inibições, arrependimentos. Álvaro vive sozinho, passa o tempo de médico em médico e não suporta a ex-mulher. Sílvio é um junkie que não larga os excessos de droga e sexo nem na velhice. Ribeiro é um rato de praia atlético que ganhou sobrevida sexual com o Viagra. Neto é o careta da turma, marido fiel até os últimos dias. E Ciro, o Don Juan invejado por todos - mas o primeiro a morrer, abatido por um câncer. São figuras muito diferentes, mas que partilham não apenas o fato de estar no extremo da vida, como também a limitação de horizontes. Sucesso na carreira, realização pessoal e serenidade estão fora de questão - ninguém parece ser capaz de colher, no fim das contas, mais do que um inventário de frustrações. Ao redor deles pairam mulheres neuróticas, amargas, sedutoras, desencanadas, descartadas, conformadas. Paira também um padre em crise com a própria vocação e um séquito de tipos cariocas. Há graça, sexo, sol e praia nas páginas de 'Fim'.Mas elas também são cheias de resignação e cobertas por uma tinta de melancolia.

11) A grande arte de ser feliz, Rubem Alves: o autor nos presenteia nessa obra com uma seleção de crônicas tocantes sobre a vida. Nos propõe que cada pensamento seja como um novo brinquedo, que nos dê alegria, nos divirta e também nos faça pensar. Muitas das crônicas foram escritas a partir de dúvidas e sugestões de leitores que acompanham seu trabalho e foram enviadas a ele por meio de cartas, e-mails ou telefonemas. Seu estilo único, profundo e metafórico é desenvolvido em três partes: Coisas que dão alegria, Coisas do amor e Coisas da alma, sendo que cada uma delas apresenta de forma encantadora os sentimentos e situações com os quais todos nós já nos deparamos um dia.

12) O que na vida tem valor, Gustavo de Lázzari: psicólogo e musicoterapeuta, pós-graduado em Medicina Tradicional Chinesa no Brasil e na China, casado e pai de dois filhos, nasceu em São Paulo e reside atualmente em Ribeirão Preto-SP. Escritor, palestrante, docente em cursos de formação e pós-graduação em Medicina Chinesa, facilitador de grupos de desenvolvimento em Psicologia Positiva, psicoterapeuta, acupunturista e diretor da clínica CATH (Ribeirão Preto-SP).
Interessado por métodos naturais de tratamentos, filosofias orientais e estudos espiritualistas, sempre estudou formas de auxiliar o ser humano no desenvolvimento interior.

13) Se só me restasse uma hora de vida, Roger-Pol Droit: esse pensamento, tão urgente e profundo, surge em algum momento da vida de cada um de nós e coloca em perspectiva todas as nossas prioridades e problemas. Mas e se essa fosse mais do que uma simples suposição? E se tivéssemos, de fato, apenas mais uma hora? E se você também tivesse apenas um breve momento para fazer um balanço, lembrar-se, encontrar aquilo que mais importa? E se só restasse uma hora para esquecer as ilusões e, finalmente, viver?
Roger-Pol Droit propõe neste livro um exercício radical, decisivo, que vale todas as lições de filosofia e sabedoria. De forma brilhante, o autor nos faz mergulhar em nossa própria consciência, para que, ao fim, possamos descobrir o que é essencial para nós.

14) O poder do agora, Eckhart Tolle: combinando conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoísmo e de outras tradições espirituais, Tolle elaborou um guia de grande eficiência para a descoberta do nosso potencial interior. Este livro é um manual prático que nos ensina a tomar consciência dos pensamentos e emoções que nos impedem de vivenciar plenamente a alegria e a paz que estão dentro de nós mesmos

15) A revolução dos bichos, George Orwell: a Revolução dos Bichos - Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanosEscrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista.
De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética.
Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A Revolução Dos Bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto.

16) Vida organizada - Thais Godinho: em seu primeiro livro, Thais Godinho mostra ao leitor as melhores maneiras de organizar a rotina e a vida. Embora a palavra "organização" pareça estar ligada a uma realidade utópica, com as instruções da autora, viver em paz com as coisas no lugar ficará surpreendentemente fácil.
O livro aborda a organização da casa, do trabalho e de todos os itens fundamentais para deixar o dia a dia mais tranquilo e, principalmente, para que o leitor possa ter muito mais tempo para a família e o lazer.

17) A arte da gentileza, Piero Ferruci: neste livro o autor defende a idéia de que as pessoas gentis são mais saudáveis e vivem mais, são mais amadas e produtivas, têm mais sucesso nos negócios e são mais felizes do que as outras. Em outras palavras, são mais fortes e propensas a levar uma vida muito mais interessante e gratificante do que aquelas que não têm essa característica. Estão mais bem preparadas para enfrentar a vida com toda a imprevisibilidade e ameaçadora instabilidade que ela oferece. O prefácio é de Dalai Lama.

18) Trinta e oito e meio, Maria Ribeiro: estas crônicas, reflexões e desabafos, escritos com uma curiosidade sem fim, mas também com senso de humor, mostram os bastidores da cabeça e do coração de Maria Ribeiro. A atriz, que confessa, neste livro, o seu interesse pelas histórias dos outros, junta em trinta e oito e meio, textos que escreveu nos últimos anos, e que, com as ilustrações de Rita Wainer, formam um inesperado diário e um guia de viagem pela sua vida.


E aí, o que acharam? Já leram algum? Estão com vontade de ler algum desses também? Me contem nos comentários. Beijos!

» imagem | tumblr wordpainting

Você também poderá gostar de

2 comentários

  1. De todos esses, confesso que gostaria do PRIMEIRISSÍMO (haha) Flores <3 - Aloka das flores! Amo.. Vem visitar meu Blog, Amada! Ah e aproveito pra te indicar a TAG: JARDIM LITERÁRIO, criado pelo Blog da Piink Cookie (Laura Bianca) pros amantes de flores: http://yasmimsramos.blogspot.com.br/2015/04/tag-jardim-literario-criada-por-laura.html

    Beijos, Amada!
    Yasmim do Blog SE ESSE MUNDO FOSSE MEU
    http://yasmimsramos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Achei a sua wish list muito interessante! Não conhecia nenhum dos livros que você citou, mas fiquei com vontade de ler dois "Cartas extraordinárias" e "A grande arte de ser feliz". Se não tiver espaço para dormir, faça uma cama com livros huashus

    Beijos
    www.umdiarioqualquer.com

    ResponderExcluir

Subscribe