Saudades e gratidão

sábado, novembro 15, 2014


O dia amanheceu fechado, o céu nublado, o vento uivando e cortando nossas peles. "Parece que o tempo sente", ouvi. Assim foi o dia de ontem. Difícil ver tantas pessoas amadas, dilaceradas pela ida de uma pessoa tão incrível e iluminada. O pátio estava parecendo um cenário pós-guerra. Pessoas jogadas pelo chão, o silêncio gritando e soluços por todos os cantos. Perdemos uma pessoa que valia por um exército. Sim, a vida é curta, a vida é efêmera e por isso devemos tanto acreditar nas pessoas que nos cercam. Se todos estavam ali tristes e chorosos, é porque aquela pessoa foi sim muito querida em vida. E permanecerá sendo. 
Tatiana, você nos ensinou muito, não só dentro dos muros da universidade, mas nos ensinou coisas que levaremos para a vida. Você nos ensinou a sorrir, a lutar sempre e a sermos pessoas fortes e humanas. Seu sorriso escancarado e contagiante, seu gauchês e sua personalidade deixarão muitas, muitas saudades. Você deixou frutos lindos entre nós alunos, deixou filhas maravilhosas que irão florir e se tornarão Tatianas. Foi uma dádiva poder ter convivido com você. E sei que nada é feito por acaso. Sei que você se foi em uma semana repleta de realizações: o artigo do seu grupo de pesquisa foi publicado, você conseguiu agendar nossa visita à CSN, você foi aprovada em seu pós doutorado, você conseguiu levar os médicos cubanos, o consultório de rua e o Rafael para o nosso evento, você estava muito orgulhosa de termos conseguido realizar a semana de psicologia, você passou a manhã com sua filha, passou uma noite de alegrias na república Maloca. Foi uma semana linda, e saber que você estava feliz é um bálsamo de alívio para nossos corações.
Essa semana intensa me trouxe aprendizados que eu não tive em 20 anos de vida. Aprendi a pedir desculpas, aprendi a nunca NUNCA julgar as pessoas por uma ou duas atitudes. Ouvi frases incríveis como "você é pequena, mas ocupa muito espaço", ou "poxa, toda vez que eu ouço você falar eu vejo como você é legal. Eu gosto muito de você". Eu pude, nessa semana, perceber com toda potência o verdadeiro significado das palavras união e amizade. Eu consegui enxergar como não somos nada sozinhos. 
Obrigada às que sempre estão por perto Eloa, Pâmela e Rebeca. Mas obrigada às pessoas de quem eu nunca esperava receber tantas lições. Obrigada Márcia e Fabinho, por me mostrarem se pode ir além do que nossa obrigação exige. Obrigada Kevin e Alice, por me fazerem perceber que maturidade não tem a ver com formação acadêmica e que a vontade é o que nos move. Obrigada Antônio por exaltar e reconhecer a importância de correr atrás das coisas e de dizer "quero ser igual a vocês no futuro.".  Obrigada Carol, Amanda e Lívia pela sensibilidade de reconhecer o cansaço nos olhos dos outros e fazerem o possível para aliviá-lo. Obrigada aos meus professores incríveis, que se mostraram fortes nos apoiando na organização do evento, mas que também se deixaram ser apoiados em um momento tão delicado. Obrigada às pessoas da chapa para o DCE, que mostraram que sem luta e militância não se chega a lugar algum (assim como a Tati também nos provou). Obrigada Josycler e Vicente por terem nos surpreendido positivamente com atitudes tão nobres de suporte e sustentação que não esperávamos. Obrigada Marina, Cristiano, Rafael, que não tinham nenhuma obrigação, mas que demonstraram muita preocupação e estiverem sempre por perto. Obrigada às tias da limpeza por serem sempre tão solícitas. Obrigada tio Dário pelas sábias palavras; eu lhe respeito demais! Obrigada a todos os alunos e professores que me fizeram encontrar dentro de um espaço tão estéril em afeto, uma verdadeira família. ("We found love in a hopeless place"). Que aqueceram o clima gélido das paredes brancas de concreto e que aqueceram meu coração de uma forma que não sei definir. Que trouxeram para mim coisas que nunca imaginei encontrar em um espaço de formação. 
Provas e mais provas, surpresas, alegrias e tristezas em uma semana intensa em emoções e sentimentos. Tudo isso e muitas outras coisas misturadas, que não podem ser separadas. Isso que é o incrível da vida: a homogeneidade de sentimentos. Nesse momento tudo que sinto é uma saudade enorme, e uma gratidão por tudo que aprendi nessa semana tão marcante de novembro. 
Que possamos ter fé no futuro e não buscar causalidades e respostas que trarão sofrimentos. Que possamos lembrar de tudo que foi construído e de tudo que podemos retirar de lição para nossas existências. Que possamos perceber o quanto essa semana foi linda e do quanto Tatiana estava feliz no dia 13. Eu envio forças a todos os amigos, alunos e familiares. E eu guardo comigo a última memória de seu sorriso tão aberto como nunca havia visto, dizendo "vem aqui, meninas! Abraço coletivo, abraço coletivo...". É difícil acreditar e por algum motivo eu ainda te sinto aqui. Mais viva que nunca. Envio a você para sempre muitos pensamentos positivos, energias boas e flores espirituais. Que minhas orações a envolvam onde quer que você esteja.


"A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês,  eu continuarei sendo.
Me dêem o nome  que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram. Vocês continuam vivendo  no mundo das criaturas, eu estou vivendo  no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi,  sem ênfase de nenhum tipo. Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.
A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado. Porque eu estaria fora 
de seus pensamentos, agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente, a vida continua, linda e bela como sempre foi."

Santo Agostinho

Você também poderá gostar de

3 comentários

  1. Que triste, também perdi uma pessoa muito querida esse ano. Bjs
    http://ofantasticomundodairis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito triste, sinto muito que Deus possa confortar o coração de todos :c

    Mês passado a diretora do colégio em que estudo faleceu e está tudo muito triste ainda, enfim sem palavras, um beijo :/

    http://fatosdeummundo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Quantas emoções Estefanie, senti suas lágrimas daqui, por tudo o que você falou, sei que esta mulher se foi e sei que ela foi satisfeita, deixando pessoas tão adoráveis e gratas a ela.
    Blog: Sexo, Fraldas e Rock'n Roll
    Bjs***

    ResponderExcluir

Subscribe