Pequenas mudanças que fiz na minha alimentação

terça-feira, agosto 05, 2014


Há algum tempo venho operando algumas mudanças na minha alimentação. Não por questões estéticas e físicas, mas por saúde mesmo. Em dezembro do ano passado tive uma crise muito forte de estômago, fiquei 15 dias direto passando muito mal e tudo isso devido à má alimentação. Infelizmente, na maioria das vezes é preciso ir por mal, ao invés de ir por bem. Toda essa mudança no início é um pouco estranha, mas depois se torna absolutamente prazeroso ver as reações do seu corpo e os benefícios que ele recebe. Por isso vim contar um pouquinho pra vocês sobre a minha experiência de mudança, que fiz por mim mesma. Não consultei nenhum especialista e não garanto que vá funcionar da mesma forma para todo mundo, mas pra mim tem dado certo.

Açúcar refinado → Açúcar mascavo artesanal


Quando comparado ao açúcar normal, o açúcar mascavo é menos calórico, contêm mais vitaminas, mais cálcio, mais magnésio, muito mais fósforo e muito mais potássio. A substituição do açúcar refinado pelo açúcar mascavo traz benefícios pois, embora a diferença calórica seja pouca, o açúcar mascavo mantém todas as vitaminas e minerais presentes na cana de açúcar. O que eu uso é feito artesanalmente e costumo colocar em chás e sucos. Uma conhecida traz pra mim da roça onde ela tem um sítio.

Arroz branco → Arroz integral


Apesar de eu não achar o integral tão gostoso quanto o branco, eu procuro fazer essa troca nos restaurantes que vou. A principal diferença entre os dois está no teor de fibras: o integral tem quase o dobro. Ele também possui vitaminas do complexo B e minerais; Ser ‘integral’ é uma característica do grão, demonstrando que ele foi apenas descascado e não polido como é o mais comum.

Café → Chá


Depois que tive uma crise de gastrite em dezembro do ano passado, cortei o café da minha alimentação. Eu costumava tomar todos os dias de manhã, mas achei melhor substituir por chás leves como camomila, boldo, erva-doce e erva-cidreira. Sei que o café consumido moderadamente traz muitos benefícios mas, na minha situação, me sinto melhor com a troca.

Refrigerante → Sucos e água


Eu nunca gostei de refrigerante, sempre tomei por tomar. Há um tempo atrás eu fiquei 1 ano sem beber, mas acabei voltando. Esse ano, depois de ter problemas de estômago por comer besteiras demais, cortei de vez. Fico só com sucos e água e não sinto falta nenhuma, até porque tenho consciência de que refrigerante é caloria vazia, traz celulite, tem glicose em excesso, e diversas outros pontos ruins.

Biscoitos → Frutas


Passei toda minha infância e meu ensino médio levando biscoito recheado como lanche da escola. Depois de tanto tempo eu acabei enjoando e aos poucos comecei a adquirir uma consciência maior sobre a minha alimentação. É claro que de vez em quando eu sinto vontade e como alguns, mas atualmente eu prefiro escolher um fruta para levar de lanche na faculdade.

(Não é alimentação, mas vale): Remédios alopáticos → Homeopatia


Sei que muita gente é cética, mas eu me trato desde criança com homeopatia e sempre funcionou muito pra mim. E aliás, ela é uma especialidade médica, reconhecida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) desde 1980. Eu sou totalmente contra ficar se entupindo de remédio para dor de cabeça, dor muscular, gripe, sem necessidade. É envenenar o próprio corpo com químicas. Eu sempre espero pra ver se a dor vai passar, quando não passa recorro aos chás e remédios caseiros (fitoterápicos) e, se persistir, vou para a homeopatia. Lembrando que, em casos mais graves e urgentes, é necessário apelar para os remédios alopáticos.
O que mais gosto é que a homeopatia avalia o paciente como um ser completo e não trata separadamente suas partes (seu estômago, sua cabeça, seu sono, etc).

Enfim, minha dica é: mude, mas mude por você! E mude no seu momento. E não porque alguém mandou, não porque você quer ficar magra igual à modelo da revista ou porque quer mudar a imagem que vê no espelho. Mude para melhorar sua saúde, para ter mais disposição na vida, para se sentir bem consigo mesma! Depois de incorporado, isso tudo se torna um hábito. Depois de ver os resultados, isso se torna algo prazeroso pra você!
É claro que ainda como muitas porcarias e estou longe de ser um exemplo de saúde, mas queria só dar um incentivo pra você que quer sair da zona de conforto! Pra você ver que é a partir de pequenas mudanças como essas que se pode construir as grandes.

E aí, o que já mudou em sua alimentação em benefício da sua saúde? O que precisa mudar? Me conte nos comentários.

Você também poderá gostar de

8 comentários

  1. Oiiie, eu sou estudante de nutrição e suuuper aprovo as suas mudanças, para o bem da saúde! É necessário ter mais preocupação com o que ingerimos para fortalecer o organismo com todos os inúmeros nutrientes que uma alimentação saudável pode oferecer. Fico muito feliz, por ter compartilhado conosco as suas mudanças e pode ter certeza que muitas outras leitoras do blog se espelharão em você! Eu tenho um blog com receitinhas, dicas e muito mais sobre alimentação saudável, ficaria muito feliz se você desse uma olhadinha :) www.sosbundchen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Mudei tanta coisa no último ano! Também tive uma crise fortíssima no estômago, e fui parar no pronto socorro, e aí descobri que era uma crise de gastrite ou úlcera, mas eu precisaria fazer uma endoscopia para saber de fato o que era. Descobri que a acidez do meu estômago estava elevadíssima, o que ocorria refluxo (que é algo horrível e nojento) e descobri também que eu tinha 3 erosões no esôfago, e fiquei fazendo tratamento um bom tempo para controlar a acidez e tratar essas erosões. Hoje vou ao médico regularmente, tanto ao gastroenterologista saber como está o estômago e também a nutricionista saber como está minha saúde de forma geral. Tive que cortar muitos alimentos da minha vida, como o café e o leite. Passei a comer muito mais frutas e verduras do que antes, e a comer arroz integral. São mudanças difíceis, claro, (até porque sou louca com café e leite) mas saúde vem em primeiro lugar. Também já fiz tratamento homeopático e sempre vi muita melhora, o que é algo muito bom.

    Enfim, acabei falando muito, mas é porque entendo e apoio tudo que você diz. Sugiro que você procure um médico para ver se seu estômago está ok, porque nunca se sabe o que tá acontecendo por dentro, né? Não fazia ideia que eu estava com 3 erosões no esôfago, e o médico disse que se eu tivesse demorado mais um tempo para começar o tratamento seria muito mais difícil cuidar (uma das erosões tinha mais de 1cm!). Então não podemos nos descuidar disso.

    Um beijo!
    Blog Coisas de Vih | Fanpage

    ResponderExcluir
  3. Sthefani sua linda, adorei esse post cheio de informação bacana. Vamos lá:
    Também não como açúcar refinado, e quando saio e não tem o demerara ou o mascavo, sinto uma diferença enoorme e não gosto.
    ODEIO refrigerante e estou há quase dois anos sem tomar, só tomo em ocasiões MEGA especiais onde não tem sucos e tomo um gole pra ajudar a descer a comida, rsrs e só.
    Meu maior problema é o café, eu odeio chá! :( e adoro café com leite, se pudesse tomava todos os dias, o dia todo. Estou tentando com todas as minhas forças evitar, as vezes é mais forte do que eu.
    Biscoito recheado eu gosto muito, já gostei mais, hoje evito e como aqueles sem recheio, mas as vezes como alguns.
    Até porque estou aplicando a alimentação saudável no meu filho e procuro passar todos os exemplos possíveis para que ele não tenha esses hábitos alimentares tão ruins.
    Anunciei um post de um projeto de vida chamado "De bem com meu corpo" a diferença de peso que quero chegar não é grande mas o MEU objetivo é ter um corpo definido, gosto de musculação e estou aplicando isso na minha vida.
    Quando puder passa lá pra ver um pouco do meu projeto também.
    ( http://goo.gl/BHi7WU )
    E parabéns pelos bons hábitos alimentares, isso só faz bem pra você, é ótimo.

    www.sabrinadamasco.com

    ResponderExcluir
  4. Pequenas mudanças que fazem toda a diferença, principalmente a longo prazo. =)
    Como dizer cuidar da alimentação é cuidar da saúde.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  5. Fui na médica ontem e ela me confirmou que tenho gastrite moderada e uma bactéria, a quase um ano ou mais até eu vinha sentindo dores depois de alguma refeição ou estresse, mas sempre em intervalos de tempos longos, por isso a preocupação só veio agora.
    Eu já tenho o costume de comer muita salada e frutas, mas sou apaixonada pelas coisas 'proibidas' para quem tem gastrite, haha. Café é uma delas e não sei ainda se vou conseguir eliminar, já que eu só tomo no café da manhã e refrigerantes era só nos finais de semana, mas já vou eliminar da alimentação. Não acho que isso irá fazer falta pra mim. Aliás, a tempos que eu venho percebendo que cada vez que eu reduzo alimentos industrializados me sinto melhor.
    Só não sei se consigo mudar para o arroz integral, haha, acho que esse eu vou deixar passar.

    Bjo e parabéns pelo post, adorei! :)

    http://bloglepetitperle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ai meu Deus, preciso tomar essa coragem tem tempos! Mudança completa é muito difícil.. =s
    Amei o post..
    bjos

    www.fashionworldbykaren.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa, poucas mudanças, mas na verdade, exigem muito de cada um, eu por exemplo não sei se conseguiria mudar todas essas coisas.
    Passamos a vida inteira e de repente temos que mudar.
    Desejo a você boa sorte e muita força para continuar nessa jornada.

    Dá uma passadinha no meu blog quando puder: http://sexofraldaserocknroll.blogspot.com.br/
    Bjs***

    ResponderExcluir
  8. Já faz um tempo, mas também aderi algumas mudanças na minha alimentação, partindo para algo mais natural. Cortei carne vermelha, na intenção de me livrar de vez do consumo da carne. Cortei refrigerantes, comida industrializada no geral e aproveitando que eu já comia muuuuitos legumes, vegetais e frutas, só melhorou a vida. O açúcar mascavo eu sempre gostei mais do que o refinado, não gosto nem de café e chá e já o arroz integral confesso que é um problema, não curto muito ele, mesmo sabendo dos benefícios ... mas aos poucos chegamos lá :D

    ResponderExcluir

Subscribe